O que você precisa saber sobre os templos de Yogyakarta, na Indonésia

* This post is available in English.

Yogyakarta está localizada na parte central de Java, na Indonésia, uma região que já foi o lar de muitos reinos, que deixaram para trás diversos templos, no qual dois deles conquistaram o merecido status de Patrimônio Mundial e merecem uma visita: Borobudur e Prambanan. Continue lendo para saber mais sobre eles. 

Borobudur e Prambanan são edificações budista e hindu, respectivamente, e foram construídos no mesmo século. Há muito o que saber sobre cada um, mas eles também são prova de que essas religiões coexistiram de modo relativamente pacífico naquela época.

 

Borobudur

Borobudur-Yogyakarta.jpg

Borobudur foi construído com o formato de uma estupa e, quando visto de cima, se parece com uma mandala, um desenho geométrico que auxilia a meditação. 

Ele foi erguido sobre uma colina e tem três seções que simbolizam as três esferas da cosmologia budista – na base está Kamadhatu, o mundo do desejo; os terraços quadrados representam Rupadhatu, o mundo das formas; e finalmente os terraços circulares seriam Arupadhatu, o mundo sem forma.

Nos dois primeiros níveis de Borobudur, é possível ver centenas de relevos ilustrando desejos humanos, assim como a história de Buda, desde o seu nascimento e vida como o príncipe Sidarta, até a sua iluminação. O último nível tem 72 pequenas estupas (torres com formato de sino) ao redor de uma grande estupa central. Dentro de cada uma delas existia uma estátua de Buda com diferentes gestos de mão (conhecidos como mudra). Com o passar do tempo, agora apenas algumas dessas estátuas permanecem dentro das estupas.

Borobudur-Yogyakarta.jpg

Peregrinos devem começar a jornada na entrada leste e subir os degraus de cada nível no sentido horário - subir os 5 quilômetros de Borobudur, começando na base e terminando no topo, passando do mundo do desejo para a ausência de forma, replica o caminho para a iluminação. O objetivo do budismo é libertar as pessoas do sofrimento. Ao atingir a iluminação, uma pessoa pode ser libertada da reencarnação, da vida e, portanto, do sofrimento.

Borobudur foi construído no século IX, durante a dinastia Sailendra, e mesmo com tantas teorias, ainda não é possível saber a verdadeira razão de sua construção. Mas uma coisa é certa: esse incrível monumento representa o poder e abundância de recursos do reino que o construiu.

Borobudur-Yogyakarta.jpg

Por volta do século X e XI, após uma série de erupções vulcânicas, o templo abandonado e coberto por cinzas e vegetação por muitos anos. Foi encontrado novamente apenas em 1814, por Raffles, durante a ocupação britânica de Java. Hoje, Borobudur é uma das principais atrações turísticas de Java e de toda a Indonésia.

 

Candi Prambanan

Como resposta às conquistas do reino budista dos Sailendra, um complexo de templos hindus também foi construído no século IX - Candi Prambanan é o maior templo hindu na Indonésia e foi construído pela família Sanjaya, para homenagear Shiva.

Prambanan-Yogyakarta.jpg

O complexo Prambanan tem 3 templos principais dedicados à Trimurti hindu: Brahma, o criador; Vishnu, o preservador; e Shiva, o destruidor. Na Indonésia, Shiva e Vishnu são as principais divindades hindus.

O templo de Shiva é o maior do complexo, com uma altura de 47 metros. Ele contém ilustrações representando a épica história Ramayana. Para acompanhar a história, os visitantes devem entrar pelo lado leste e seguir em sentido horário. O templo de Shiva tem 5 câmaras - na principal delas, é possível encontrar uma estátua de 3 metros de altura de Shiva Mahadeva, o deus supremo ou líder de todos os deuses. A estátua retrata Shiva Mahadeva com o terceiro olho do conhecimento, que quando aberto poderia reduzir a cinzas qualquer coisa à sua vista. O cordão utilizado ao redor do peito (upavita) representa o ego que foi dominado. Seu nó de cabelo é decorado com uma lua crescente e crânio, que simbolizam o ciclo da vida e da morte. O papel de Shiva como destruidor significa que todas as coisas devem morrer para continuar o ciclo da vida. Ele simboliza o destruidor do mal e da ignorância.

Prambanan-Yogyakarta.jpg
Prambanan-Yogyakarta.jpg

Também fazendo parte do complexo Prambanan, os templos de Vishnu e Brahma estão localizados ao norte e ao sul do templo de Shiva, respectivamente. Ambos têm 33 metros de altura e contêm a estátua dos respectivos deuses. Lá também é possível encontrar outros candis menores, dedicados aos veículos dos deuses da Trimurti: Nandi, o touro que é o transporte de Shiva; Garuda, a águia que carrega Vishnu; e Hamsa, o cisne sagrado de Brahma. O único que ainda tem a estátua no templo é Nandi.

Pramabanan-yogyakarta.jpg
Prambanan-Yogyakarta.jpg

Candi Prambanan também é conhecido como Candi Lara Jonggrang. De acordo com a lenda, Lara Jonggrang recebeu uma proposta de casamento do príncipe Bandung Bondowoso, mas não estava interessada porque ele era o assassino de seu pai. Ela teria fingido aceitar a proposta com a condição de que ele fizesse 1 000 estátuas em uma noite. Quando ele estava quase terminando, com 999 estátuas, ela mobilizou os aldeões para acender tochas para que Bandung Bondowoso acreditasse que a manhã já havia chegado. Como resultado, os poderes sobrenaturais de Bandung Bondowoso irromperam. Ele ficou tão bravo que amaldiçoou Lara Jonggrang em uma estátua de pedra que se tornou a milésima construção. A estátua de Lara pode ser encontrada no templo de Shiva.

  

Curiosidade

Alguns dizem que se você sussurrar seu desejo no ouvido de Nandi, ele passará para Shiva (mesmo que ele esteja meditando) e as orações serão respondidas de acordo. Se for no ouvido direito, melhor ainda!

 

Você gostou do post? Gostaria de saber mais alguma coisa? Comente abaixo que eu vou adorar responder.