Roteiro explicadinho para passar 48 horas em Jacarta, capital da Indonésia

* This post is available in English.

Jacarta é a capital da Indonésia e a cidade mais populosa do país, onde vivem aproximadamente 10 milhões de pessoas. Essa metrópole com mais de 170 shopping centers e um trânsito constante é o centro político, econômico e cultural da nação desde a sua fundação, no século 17. O local é considerado um caldeirão de culturas, onde as tradições de muitas nações (europeias, chinesas, árabes, etc.) se encontram com os diversos grupos étnicos indonésios (dentre eles os javaneses e sundaneses). 

kota-tua-jacarta.jpg

E mesmo com a sua rica história e herança colonial, Jacarta recebe menos de 20% de todos os visitantes que chegam na Indonésia anualmente. Os que decidem incluí-la em seu roteiro, acabam ficando em média dois dias na cidade, muitas vezes a utilizando como porta de entrada para outros destinos mais populares, como Bali, ou apenas visitando a negócios.  

Se você planeja passar dois dias nessa cidade e explorar o que ela tem a oferecer, veja abaixo um roteiro detalhado para aproveitar o melhor de Jacarta. 

 

Roteiro Jacarta: dia 1

Comece o dia no imponente Monumento Arjuna, que está localizado em um círculo entre as principais avenidas de Jacarta. A estátua retrata a cena da guerra final do épico clássico indiano Mahabharata, onde uma carruagem é puxada por 11 cavalos e dirigida por Krishna, uma das encarnações do deus Vishnu, com Arjuna segurando um arco e uma flecha.

Continue com uma caminhada de 400 metros até o National Museum (de terça a sexta das 8h às 16h, fim de semana das 8h às 17h, entrada a 10 mil IDR). O museu começou como uma coleção particular, em 1778, e em 1868 foi transferido para o prédio atual. Ele conserva mais de 100 mil artefatos de todo o arquipélago indonésio e é um dos maiores do seu tipo no Sudeste Asiático. Tours guiados em inglês são oferecidos gratuitamente e ocorrem às terças, quartas, quintas e sábados às 10h; e também às 13h30 às quintas. Para tours guiados em outros idiomas, contate a Indonesian Heritage Society.

National-Museum-Jacarta.jpg
National-Museum-Jacarta.jpg
Monas-Jacarta.jpg

Saindo do National Museum, ande por cerca de 15 minutos até o monumento nacional, conhecido como Monas. O imponente obelisco de 132 metros de altura foi feito com mármore italiano e apresenta uma chama brilhante no topo coberta com 50 quilos de folhas de ouro. O Monas é o símbolo da independência e da força do país na luta para se tornar independente. Lá, você poderá ver a declaração de independência original e ir até o topo, para ter uma vista panorâmica do centro de Jacarta.  O monumento pode ser visto o dia inteiro, mas para entrar no obelisco e ir até o topo, o horário é das 8h até às 15h e é necessário comprar o ingresso por 15 mil IDR. Do Monas, dê uma volta pelo parque e veja o monumento Pangeran Diponegoro. Príncipe Diponegoro é um dos heróis nacionais e teve um papel fundamental na guerra de Java, liderando um exército para tentar liberar a ilha do domínio colonial holandês no início do século 19.

Quando a fome bater, você pode optar por comer em um dos warungs (barracas) ao redor do parque, ou experimentar a culinária indonésia no restaurante Dapur Babah Élite

Após se deliciar com a comida local, se ainda tiver energia, avance mais 500 metros até chegar a Istiqlal Mosque e conheça as suas instalações - ela é a maior mesquita do Sudeste Asiático, com capacidade para ocupar até 200 mil pessoas em seus 9,5 hectares. A entrada é gratuita, mas é recomendado deixar uma doação para quem faz a visita guiada.

istiqlal-Mosque-Jacarta.jpg

E já que está por ali, em frente à mesquita está a National Cathedral, que pode ser visitada gratuitamente - ela foi inaugurada em 1900 e exibe o estilo neogótico europeu. A localização da Mesquita e da Catedral, uma em frente à outra, não é uma simples coincidência – o primeiro presidente da Indonésia as colocou como um símbolo da diversidade religiosa do país, onde todas as religiões podem coexistir em paz e harmonia. Em Jacarta, eu vejo o pluralismo religioso da Indonésia sendo aceito de forma pacífica, pois as religiões não estão constantemente brigando e impondo regras umas às outras, como ocorre em outras nações. 

Quando a noite cair, escolha um dos restaurantes da região de Menteng, ainda no centro de Jacarta, para jantar. As opções são: Kaum, do grupo Potato Head, famoso por seus empreendimentos badalados; Plataran Menteng, da famosa rede de hotéis na Indonésia; Lara Djonggrang, que oferece sabores do arquipélago indonésio e está localizado em uma antiga e belíssima mansão holandesa; Tugu Kunstkring Paleis, para uma refeição indonésia em um prédio histórico do século 20; e Seribu Rasa, que disponibiliza opções indonésias e de outros países da Ásia. E se, após o jantar, você ainda tiver disposição para uns drinks, vá até o Skye Bar, que oferece uma boa perspectiva da cidade do 56° andar do edifício BCA.

skye-jacarta.jpg

 

Roteiro Jacarta: dia 2

No segundo dia, siga em direção a Kota Tua, ou Old Batavia – nome dado a Jacarta pelos holandeses durante o período da Companhia Holandesa das Índias Orientais (sigla VOC, em holandês) na cidade. A praça, chamada de Fatahillah Square, era o centro administrativo holandês e o coração da região. Para saber mais sobre a história de Jacarta, visite o Fatahillah Museum (Jakarta History Museum - de terça a domingo das 8h às 17h, entrada a 5 mil IDR), que está localizado no antigo prédio da prefeitura. Lá você terá acesso aos objetos atualmente expostos do acervo de mais de 20 mil artefatos do museu, dentre eles peças da VOC, mapas, pinturas, etc. 

kota-tua-jacarta.jpg

Outro museu na região que merece ser visitado é o Wayang Museum (terça a domingo das 8h às 17h, entrada a 5 mil IDR), que se encontra no prédio de uma antiga igreja e abriga os bonecos utilizados para o teatro de fantoche que é uma das apresentações mais famosas de Java e de toda a Indonésia (o Wayang é considerado Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela Unesco). 

kota-tua-jacarta.jpg

Continuando na Fatahillah Square, conheça o Fine Art and Ceramic Museum (terça a domingo, das 8h às 17h, entrada a 5 mil IDR). Ele está situado no edifício do antigo Tribunal de Justiça e conta com aproximadamente 400 artefatos, dentre eles pinturas de renomados artistas indonésios e cerâmicas de diversas partes da Ásia. Quando chegar a hora do almoço, vá até o clássico Café Batavia – ele está situado em um prédio da década de 1830 e exibe um ambiente colonial que te transporta para séculos passados. No segundo andar, você encontrará amplas janelas com vistas diretas para a Fatahillah Square - solicite uma mesa junto a elas e veja as pessoas na praça utilizando bicicletas coloridas e assista ao vai e vem de turistas e locais. Mas tenha em mente que, para conseguir uma mesa à janela, é necessário consumir bebidas e alimentos.

cafe-batavia-jacarta.jpg
Sunda-Kelapa-Jacarta.jpg

À tarde, se quiser ver mais vestígios do período holandês em Jacarta, se desloque sentido norte (em algum veículo motor) para o porto principal de Sunda Kelapa. Lá era o local onde os navios ficavam ancorados e até hoje você ainda pode encontrar as lendárias escunas phinisi (tradicional veleiro indonésio que também é Patrimônio Oral e Imaterial da Humanidade pela Unesco). Os armazéns originais da VOC na região foram transformados no Maritime Museum (terça a domingo das 8h às 16h, 5 mil IDR). Outros achados na região são a torre do capitão do porto, onde os navios tinham que pagar o imposto especial de consumo, e também uma típica ponte levadiça holandesa. 

Mas se, após visitar Kota Tua, você estiver cansado de ficar no calor externo, visite um dos maiores shoppings da região, o Grand Indonesia. Fique um tempo por lá vendo como os locais passam os seus dias e desfrute a dádiva do ar-condicionado. À noite, escolha um dos restaurantes sugeridos para o dia anterior e - por que não? - termine a sua estadia com uma sessão no spa do hotel.

kota-tua-jacarta.jpg

Como se locomover em Jacarta 

kota-tua-jacarta.jpg

Baixe os aplicativos Go-Jek e Grab, que funcionam como Uber. No Go-Jek você pode escolher entre Go-Bluebird, para táxis credenciados e que utilizam o taxímetro, ou Go-Car, para carros comuns e viagem com preço fixo. Já o Grab é outro aplicativo da Malásia e Singapura que comprou o Uber no Sudeste Asiático (o preço da corrida também é fixo). 

Você precisará de internet para utilizar os aplicativos e, caso não tenha roaming habilitado, compre um chip com pacote de dados na Telkomsel ou XL ainda no aeroporto. O valor é mais ou menos 100 mil IDR.

 

Onde se hospedar em Jacarta 

Para fazer o roteiro acima, a melhor região para se hospedar é a de Menteng e os hotéis abaixo são os mais indicados.

Kempinski Hotel (diárias a partir de US$ 160) 

É um hotel histórico e o primeiro 5 estrelas da Indonésia. Foi aberto em 1962 pelo primeiro presidente do país em uma localização estratégica, bem no centro de Jacarta, próximo a vários shoppings e com vista para o círculo com a Fonte de Boas Vindas. 

Mandarin Oriental (diárias a partir de US$ 130)

Outra opção de hotel 5 estrelas, o Mandarin também está localizado no centro de Jacarta, em frente ao Kempinski, e é uma excelente opção para curtir o roteiro acima.  

Shangri-la Hotel (diárias a partir de US$ 150)

O Shangri-la de Jacarta é um dos melhores hotéis da famosa rede asiática. Ele está localizado próximo ao shopping Grand Indonesia, conta com 7 restaurantes, uma piscina extensa e o spa do hotel é um dos mais cobiçados da cidade, funcionando até às 23h. 

skye-jacarta.jpg

Jacarta é uma excelente opção para conhecer os hotéis 5 estrelas acima, já que eles são consideravelmente mais acessíveis que em outros destinos. Mas outras opções mais econômicas e com localização estratégica são: Holiday Inn Express (diárias a partir de US$ 55), Four Points by Sheraton (diárias a partir de US$ 55) e All Seasons Hotel (diárias a partir de US$ 60). 

kota-tua-jacarta.jpg

 

Minhas dicas para aproveitar o melhor de Jacarta

Sempre tenha dinheiro em espécie com você.

Em Jacarta, mais de 80% da população é muçulmana, mas ainda assim você pode vestir o que quiser, apenas seja respeitoso.

Esteja preparado para interagir com locais, principalmente em Kota Tua, onde você terá os seus minutos de fama quando eles pedirem para tirar fotos com você.

Ao deixar Jacarta, saia com antecedência para ir ao aeroporto. Apesar dos hotéis acima estarem a apenas 30 quilômetros de distância, o trajeto até lá pode demorar facilmente 3 horas. 

kota-tua-jacarta.jpg

Salve as fotos abaixo no Pinterest para achar o post depois!

roteiro-jacarta.jpg
roteiro-jacarta.jpg