Como visitar Kawah Ijen, a cratera do vulcão de “lavas azuis” da Indonésia

* This post is available in English.

Kawah Ijen é a cratera de um vulcão ativo na ilha de Java, na Indonésia. O local atrai turistas locais e do mundo inteiro, que embarcam em uma caminhada montanha acima para ver o famoso lago turquesa e o fogo eletrizante e azul do fenômeno chamado de electric blue flames

Kawah-Ijen.jpg

Na parte leste de Java, na direção de Bali, está localizado o vulcão Ijen. A aproximadamente 2 600 metros acima do nível do mar, sua cratera (kawah, em indonésio) abriga um lago enorme com fascinante tonalidade turquesa, devido à presença abundante de ácido clorídrico na água. Mas o grande show de cores ali é dado pelas chamas azuis bruxuleantes que jorram de dentro da montanha, como se fossem lava azul - na verdade, o fenômeno nada mais é do que a combustão de gás sulfúrico que entra em contato com o ar, criando explosões de chamas azuis. 

Para visitar Ijen, você tem duas opções. Na primeira, você precisa começar o tour à 1h da manhã, quando ainda está bem escuro. A agência irá te buscar no hotel com um jipe e levará até a entrada da trilha para você encarar a subida de 3 quilômetros de extensão (que leva cerca de 1h30, dependendo do seu condicionamento físico) para avistar as chamas azuis. Ao chegar ao topo, depois da caminhada, é necessário descer uns 800 metros até o fundo da cratera, pois é lá que o fenômeno ocorre. Como o caminho é pedregoso e irregular, é necessário ter atenção redobrada - é recomendado contratar um guia para descer com você. As lavas azuis podem ser vistas até mais ou menos às 5h da manhã e o sol nasce aproximadamente às 6h; com isso, você provavelmente verá o sol nascer na cratera e não no topo do vulcão. E já que você vai estar bem perto, caso aguente o cheiro de enxofre, pode chegar se aproximar e contemplar a beleza do lago (mas jamais toque na água).

Kawah-Ijen.jpg

Na outra, você pode começar um pouco mais tarde, às 3h30 da manhã, no hotel. O trajeto é o mesmo, mas a diferença é que você não desce até o fundo da cratera e vê as lavas azuis bem de longe, do topo do vulcão. Você irá subir direto e ficar no cume esperando o sol. Pode parecer menos impressionante, mas não é: quando ele nasce e ilumina os outros vulcões dos arredores é um espetáculo incrível. Depois que o sol aparece, é possível ver a fumaça de enxofre saindo das montanhas, como se fosse uma enorme panela de pressão. A luz solar vai atingindo a cratera aos poucos, e o lago vai passando de um tom cinza até um tom azul vibrante. A neblina dá um aspecto etéreo ao lugar e é completamente dissipada quando o sol atinge o seu ápice.

Após escolher uma das opções de tour, é hora de decidir se vai fazê-lo com ou sem o auxílio do guia (eu preferi acordar mais tarde e fazer o tour sem guia e não me arrependo).

Kawah-Ijen.jpg

 

Como chegar a Kawah Ijen

Banyuwangi é a cidade mais próxima para quem pretende ir até Kawah Ijen. Muitas agências da cidade vendem o tour de jipe até o início da trilha por cerca 400 mil IDR. Para chegar até Banyuwangi, é possível voar desde Jacarta e Surabaya até o aeroporto da cidade. Se você estiver planejando visitar o vulcão a partir de Bali, é possível pegar um ferry no porto de Gilimanuk, que fica no oeste da Ilha, até o porto de Ketapang, em Banyuwangi. O valor custa 6,5 mil IDR e a travessia dura cerca de 45 minutos. Também existe a opção de fazer um tour diretamente de Bali, mas acredito que seja bem cansativo. Vindo de Surabaya, segunda maior cidade da Indonésia, além de avião, existe a alternativa de embarcar em uma jornada de trem por 7 horas. A passagem pode custar a partir de 56 mil IDR na classe econômica. 

Kawah-Ijen-Crater-2.jpg
Kawah-Ijen-Tree.jpg
Kawah-Ijen.jpg

 

Onde se hospedar para visitar Kawah Ijen

Bangsring Breeze (diárias a partir de US$ 110)

Um hotel sossegado, cercado de árvores e que tem vista para o estreito de Bali e para o norte da Ilha dos Deuses. São apenas 5 quartos espaçosos e alguns ainda contam com chuveiro externo. A piscina é grande, com espreguiçadeiras e sofás para acomodar os hóspedes. Eles também abrigam um restaurante com decoração javanesa que serve comida indonésia e alguns pratos internacionais. Todos os passeios podem ser reservados com eles.

 

Ketapang Indah Hotel (diárias a partir de US$ 42)

Uma outra opção para quem pretende visitar Kawah Ijen, o Ketapang Indah está próximo a uma das praias de areia vulcânica da região. Possui um número bem maior de quartos que o Bangsring e tem uma estrutura maior.

 

Minhas dicas para aproveitar o melhor de Kawah Ijen

A temperatura cai bastante à noite, podendo chegar a 5 °C, portanto, tenha roupas de inverno com você. Um fleece, um casaco corta vento e botas de trekking devem estar na sua mala (vi muitos turistas com tênis de corrida e de treino, mas não recomendo, principalmente se você for ver as chamas azuis no fundo da cratera). Assim que o sol nasce, é comum uma neblina densa cobrir o lago. Fique mais tempo aguardando até que esteja completamente limpo.

Ijen-Crater-Blog.jpg
Kawah Ijen.jpg

Eu contratei um carro com motorista no meu hotel para ir até o início da ilha. Lá há vários guias oferecendo serviço, que não é obrigatório, mas eles têm o conhecimento da área para te indicar os melhores pontos para ver o lago e o nascer do sol de um ângulo mais adequado. 

Ao contratar o tour, pergunte se eles te fornecerão lanternas e máscaras, ou se você deverá providenciar. Eu não precisei de máscara, mas a lanterna foi utilizada o tempo inteiro no escuro.

Kawah-Ijen-Crater.jpg
DSC009482018_05 Ijen Crater_LR_Blog-3.jpg
DSC009202018_05 Ijen Crater_LR_Blog.jpg

E você, gostaria de visitar Kawah Ijen? 

pinterest-kawah-crater-ijen-pt.png